skip to Main Content
Equipe De Trabalho Formada De Homens, Mulheres E Pessoas Negras Reunida, Sorrindo.

Como atrair e reter talentos: 12 dicas de gestão

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, saber como atrair e reter talentos é primordial para que você conte com colaboradores especializados e alinhados à cultura organizacional do seu negócio. 

Por isso, contar com uma boa equipe de recursos humanos para realizar a gestão de pessoas da sua empresa é um grande diferencial, visto que esses profissionais focam algumas de suas tarefas na construção de um bom ambiente de trabalho. 

Dessa forma, você cria equipes de alto desempenho, capazes de promover espaços de aprendizado e de conquistar resultados incríveis para seu negócio. 

A dúvida é: como atrair talentos (e retê-los)? Quais ações podem ser feitas em parceria com a área de recursos humanos? Neste artigo, respondemos essas perguntas com ótimas dicas. Boa leitura! 

1. Crie uma marca empregadora

Sua marca empregadora é a face do seu negócio focada em desenvolver ações que criarão desejo de pertencer à sua empresa, atraindo pessoas e currículos para seu banco de dados. Geralmente, ela é desenvolvida entre o setor de RH e de marketing. 

Equipe de trabalho formada de homens e mulheres reunida ao redor do computador.
A marca empregadora é desenvolvida entre marketing e RH, e visa atrair profissionais para trabalhar em sua empresa.

As ações para criação e fortalecimento da marca empregadora fazem com que pessoas que ainda não trabalham no seu negócio olhem para ele com admiração, o que gera interesse profissional. 

Dessa forma, você cria uma imagem para sua empresa que atraia colaboradores. Ao definir sua marca empregadora, pense na cultura do seu negócio e no perfil de profissionais que precisa.  

É válido ressaltar também que as ações focadas nessa estratégia devem mostrar a realidade do seu negócio. Cuidado para não “vender” uma imagem falsa, pois, quando o colaborador chegar à sua empresa, ficará descontente em não ter as expectativas atendidas. 

2. Monte uma página de carreiras

No site da sua empresa, desenvolva uma aba focada em carreiras, com as vagas disponíveis e a descrição de cada uma delas. Dessa forma, quando alguém entrar em sua página, verá as oportunidades abertas. 

Ao redigir a descrição de cada vaga, liste os requisitos, os diferenciais e, principalmente, seja estratégico ao apresentar sua empresa. De preferência, insira a média salarial, pois ela tende a chamar atenção. 

Benefícios, bônus e outras vantagens que podem encantar as pessoas devem ser usadas de forma estratégica, para que a chance de envio de currículo aumente. 

3. Trabalhe o endomarketing

Na hora de reter talentos, realizar ações de endomarketing é uma excelente ideia. Se a marca empregadora melhora a imagem da empresa para o público externo, o endo é focado no interno, ou seja, nas pessoas que já são parte da sua empresa. 

Mulher de camisa fazendo live como campanha de endomarketing.
As ações de endomarketing visam ser um canal de comunicação interno, para os colaboradores da empresa.

A comunicação interna pode ser feita por canais de mensagens, como o Slack e o Teams, por reuniões de time, por e-mails e por outras ações com foco em motivar, informar, encantar e interagir com os funcionários. 

Principalmente em empresas que estão se tornando adeptas do home office, desenhar ações focadas em comunicação interna é fundamental para manter os colaboradores próximos do negócio e evitar o sentimento de solidão, que pode afastá-los e desmotivá-los. 

Geralmente, o responsável pelo endo é um profissional de marketing. No entanto, é interessante deixá-lo em constante contato com o RH, para que as ações sejam pensadas com foco em engajamento e em gestão de pessoas. 

4. Desenvolva planos de carreira

Desenvolvimento constante é um dos atributos mais valorizados por profissionais atualmente, visto que as pessoas não gostam de sentir que estão “empacadas” em suas vidas. Portanto, desenvolver um plano de carreira para seus colaboradores é uma maneira de estimular o aprendizado no ambiente de trabalho. 

Além de mostrar para o funcionário as possibilidades de futuro dentro do seu negócio, o plano de carreira é uma forma de engajá-lo na tarefa de atingir novos marcos em sua carreira, mantendo-o motivado a trabalhar diariamente. 

5. Crie um ambiente de trabalho agradável

Contar com um espaço de trabalho leve, descontraído, agradável e saudável é fundamental para trabalhar a atração e a retenção de colaboradores, tendo em mente que as pessoas não querem permanecer em lugares nas quais não se sentem bem. 

Profissionais no local de trabalho agradável, sorrindo e conversando uns com os outros.
Construir um ambiente de trabalho agradável é uma excelente maneira de atrair e reter talentos.

Para fazer isso, você pode pensar em um escritório aberto, com espaços para trocas, cozinha com frutas – evite os snacks, fato que demonstra preocupação com a saúde dos funcionários –, happy hours e outros momentos de descontração. 

Além disso, defina uma cultura organizacional que preze pelo respeito, pelo desenvolvimento profissional e pelo sentimento de equipe. Dessa maneira, você cria um ambiente de trabalho no qual as pessoas se sentem bem em fazer parte. 

6. Ofereça benefícios

Plano de saúde e odontológico, vale cultura, VA ou VR, auxílio para transporte e para creche… as possibilidades são inúmeras. Existem diversos benefícios que podem ser explorados atualmente, de forma que escolhê-los também é uma atividade estratégica. 

Pesquise quais vantagens para colaboradores estão em alta hoje em dia e defina quais serão cedidas aos seus funcionários pensando no perfil do seu negócio. Dessa forma, eles terão motivos além do salário para continuar em sua empresa. 

Não faz sentido, por exemplo, oferecer auxílio creche para um time composto, majoritariamente, de pessoas sem filhos. Por isso, estudar a equipe é fundamental na hora de estabelecer os benefícios. 

Além de um atrativo para reter colaboradores, essas vantagens também são diferenciais de mercado que podem atrair currículos. 

7. Respeite os horários

Lembre-se que os colaboradores possuem outros compromissos além dos profissionais, de forma que respeitar os horários de trabalho acordados é fundamental para que as pessoas se sintam bem em seu negócio. 

Solicitar que o colaborador fique após o expediente um dia ou outro não tem problema, mas tornar isso um costume pode gerar insatisfação. 

Seguir os horários também é uma forma de prezar pela qualidade de vida dos colaboradores, pois o descanso é primordial para que as pessoas consigam trabalhar de forma saudável e produtiva. 

8. Invista em treinamentos

Os treinamentos são uma forma de garantir que seu time continuará se especializando. Eles podem ser realizados internamente, com o auxílio de colaboradores mais experientes, ou com parceiros externos. 

Homem realizando treinamento para a equipe, que está sentada ao redor da mesa.
Ofereça treinamentos para sua equipe e garanta desenvolvimento constante.

O ideal é que os treinamentos sejam realizados em horário de expediente, para não ultrapassar o horário de trabalho. Para empresas com funcionários presenciais e home office, esses momentos devem ser transmitidos, para que todos tenham as mesmas oportunidades de desenvolvimento. 

É possível, ainda, desenvolver programas de capacitação, como mentorias e cursos focados em temas importantes para sua empresa. Estabeleça momentos do ano para esses eventos e convide pessoas estratégicas para participar. 

9. Construa uma cultura de feedbacks

Uma empresa com cultura de feedback bem estruturada é reconhecida como um ambiente de crescimento constante, pois as pessoas percebem seus erros e trabalham para melhorias. 

Além disso, os feedbacks são uma maneira de ouvir seus colaboradores, diminuindo hierarquias e desenvolvendo um ambiente que seja ideal para todos. 

10. Ofereça salários dentro do mercado

Um ambiente agradável certamente é um diferencial, mas ele não deve ser oferecido ao colaborador por si só. É fundamental que o salário pago ao funcionário esteja de acordo com a senioridade e com a média de mercado para a vaga que ele ocupa. 

Portanto, realize pesquisas e certifique-se de oferecer ao colaborador o valor que ele espera receber. Além disso, conforme houver avanços no plano de carreira, reajustes devem ser feitos. 

11. Dê autonomia

Dar autonomia não significa deixar o colaborador fazer o que ele deseja, mas ceder espaço e oportunidades de acordo com o nível profissional de determinada pessoa para que ela desenvolva suas habilidades. 

Homem de fone de ouvidos, com olhar reflexivo.
Dar autonomia para os colaboradores é uma forma de zelar pelo desenvolvimento deles.

Assim, você demonstra que confia nos funcionários. Evidentemente, após a finalização das atividades, é possível aplicar feedbacks pensando em melhorias. No entanto, durante o desenvolvimento da atividade, é saudável para o colaborador tentar resolver os desafios por si só. 

Esse exercício gera o sentimento de valorização no funcionário, pois ele percebe como a empresa confia no seu trabalho. Após realizada a tarefa, ele ainda descobre suas habilidades e continua motivado a se desenvolver. 

12. Invista na liderança pelo exemplo

Atualmente, as pessoas não valorizam hierarquias rígidas e profissionais que se colocam em posições elevadas. Portanto, é preciso liderar pelo exemplo, colocando gestores e equipes próximos uns dos outros. 

Dessa forma, eles compartilham os mesmos benefícios e agem da mesma maneira frente às situações, sem privilégios. Além disso, essa prática melhora a relação entre líder e colaborador, aproximando-os. 

Gostou das nossas dicas e quer descobrir como atrair e reter talentos de forma mais assertiva? Então ofereça benefícios flexíveis para seus colaboradores! Para saber mais sobre, basta clicar na imagem abaixo e acessar a página do Ducz! 

Clique para acessar a página do Ducz.

Compartilhe:

victor matheus

Entusiasta da língua, da linguagem e da literatura. Escreve desde os 8 anos de idade, anda sempre com um livro, é movido por arte e encontrou no marketing de conteúdo a oportunidade de aprendizado constante.

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top