skip to Main Content
Homem fazendo trabalho híbrido em sua casa, com notebook, caderno e água em cima da mesa.

O que é trabalho híbrido, como e por que oferecê-lo?

É clichê reafirmar isso, mas a pandemia da Covid-19 acelerou transformações que vinham se desenvolvendo lentamente. Uma das principais delas, no contexto do RH, foi a instauração do home office como modalidade de trabalho. 

No entanto, com a flexibilização das medidas de isolamento, os colaboradores não queriam mais ficar tanto assim em casa. Ao mesmo tempo, não queriam voltar 100% aos espaços físicos da sede. Dessa forma, surge o trabalho híbrido. 

Como RH, é preciso oferecer o melhor para seus colaboradores, a fim de reter talentos ao se alinhar às tendências do mercado. Portanto, entender o que é regime híbrido, como implementá-lo e quais suas vantagens é uma forma de preparar sua empresa. Continue a leitura e confira! 

Trabalho híbrido: significado 

Basicamente, o modelo híbrido consiste no equilíbrio entre trabalho remoto e presencial. Para além da própria casa, os colaboradores podem exercer suas funções de coworkings e de espaços públicos nos dias que não comparecerem à sede. 

Pessoa digitando em notebook, com uma xícara de café ao lado, sobre a mesa.
No trabalho híbrido, as pessoas podem trabalhar de onde desejarem, como cafés.

Existem empresas que aderiram ao regime e estabelecem quais dias os profissionais devem comparecer para o trabalho presencial. No entanto, é válido destacar que existe um movimento de mercado criticando esta prática, pois ela tira a liberdade e a autonomia do colaborador. 

Portanto, o ideal é deixar cada um escolher quando prefere ir à sede. Evidentemente, a empresa também pode solicitar a presença em certas ocasiões, como reuniões, eventos e encontros de time. 

O regime híbrido é assegurado por lei! 

O trabalho híbrido é, atualmente, um direito trabalhista dos colaboradores. A Medida Provisória nº 1.108, publicada em 25 de março de 2022, permite a implementação do teletrabalho (home office) e possibilita a contratação sem necessidade de controlar a jornada (em casos de CLT, no entanto, ela deve ser registrada). 

Além disso, ela define que a presença do colaborador pode ser solicitada para tarefas específicas na sede, sem descaracterização do teletrabalho. Logo, consolida a existência do modelo híbrido. 

Diferença entre trabalho remoto e híbrido 

Enquanto o remoto diz respeito ao trabalho em casa ou em dependências externas à empresa, o híbrido, como destacado, é um equilíbrio entre ambas modalidades. Dessa forma, o colaborador varia entre home office e presencial. 

Como instaurar o modelo híbrido na empresa?

Quatro pessoas reunidas na mesa, com notebooks e canetas sobre ela. Na parede, post-its coloridos.
É importante desenhar como o trabalho híbrido acontecerá, para evitar complicações.

Assim como qualquer processo, é preciso que o regime seja oferecido aos colaboradores de forma organizada, para que a produtividade continue presente no dia a dia e para que eles se sintam valorizados. 

Instaurar o modelo de trabalho híbrido sem preparar a operação com antecedência certamente irá gerar problemas, com falta de comunicação e desalinhamentos. Confira seis dicas para evitar essas complicações.

1, Capacite as lideranças

Tanto o home office quanto o híbrido exigem um preparo da liderança diferente do presencial. Por essas pessoas terem momentos pontuais com o time, é fundamental que os gestores acompanhem, mensurem e mapeiem como está o relacionamento e o clima dos colaboradores que estão fora do convívio cotidiano. 

É importante que, independentemente do modelo de trabalho, todos tenham os mesmos acessos. Por isso, será preciso desenhar canais para comunicação formal, pastas para organização de informações, processos de gestão de pessoas que propiciem as mesmas oportunidades, ferramentas de acompanhamento de equipe etc. 

Existem cursos e treinamentos, atualmente, 100% focados em liderança remota, além de artigos e outros materiais online. É muito importante que os líderes consumam conteúdos como esses.

2. Garanta a mesma cultura organizacional para todos

Homem em reunião virtual com outras quatro pessoas.
A cultura empresarial garante conexão entre todos na organização e, por isso, deve ser compartilhada com cada colaborador, independentemente de onde ele esteja.

A cultura de uma empresa é o que orienta todos os colaboradores sobre como eles devem agir frente a diferentes situações no dia a dia profissional. Estabelecer dinâmicas para que todos os colaboradores consigam senti-la é, portanto, primordial. 

Desde o onboarding do profissional, realize integrações, apresentações e discussões sobre a cultura. No dia a dia, instrua as lideranças a trazerem ela à tona para ilustrar comportamentos. Mantenha-a próxima e viva, para que pessoas em qualquer modalidade de trabalho consigam senti-la.

3. Tenha canais de comunicação oficiais

O maior gargalo de empresas com colaboradores em diferentes modalidades de trabalho é a comunicação e a organização da informação. Por isso, antes de estabelecer o regime híbrido, já se previna destes problemas. 

Tenha canais de comunicação empresarias que são oficiais na organização, como Slack e Teams. Além disso, defina boas práticas do que deve ser tratado neles, em e-mail e até em documentos que serão arquivados para consulta posterior. 

Reunião online na tela do computador, com várias pessoas. Ao lado do notebook, uma Alexa, um celular e um relógio.
Os canais de comunicação oficiais impedem informações de se perderem, além de garantir que dados importantes não ficarão apenas no “boca a boca”.

Quanto mais organizados forem os canais de comunicação, menos problemas acontecerão. Automaticamente, os colaboradores remotos e híbridos ficarão mais contentes com a empresa, visto que não se sentirão deixados de lado.

4. Faça acompanhamentos com as equipes

Colaboradores remotos e híbridos precisam de momentos formais de acompanhamento, por parte dos líderes e do RH. Enquanto quem está no presencial pode ser observado durante a rotina, quem está longe precisa de momentos agendados para isso. 

O principal objetivo desses acompanhamentos é mapear pontos de melhoria e de atenção no processo, a fim de realizar ajustes e manter os colaboradores.

5. Estude a lei

Estar alinhado legalmente ao regime híbrido é fundamental para que ele seja implementado. Caso ache complexo, conte com ajude de profissionais qualificados.

6. Ofereça os mesmos benefícios para todos

É fundamental que todas as pessoas da empresa tenham os mesmos benefícios. Quem fica em modelo remoto ou híbrido pode, ainda, contar com vantagens direcionadas, como auxílio. Afinal, essas pessoas acabam lidando com gastos maiores por usar energia em casa, além de precisarem montar escritórios. 

Vantagens do modelo híbrido 

O modelo híbrido oferece uma série de vantagens para a empresa. Confira as principais dela e entenda porque implementar o regime.

1. Retenção de talentos

Mulher sentada em um sofá, com notebook apoiado em uma mesa redonda, trabalhando.
Por se alinhar às necessidades dos colaboradores, o regime híbrido ajuda na retenção.

Cada vez mais, os colaboradores desejam liberdade e autonomia. Com a possibilidade de trabalhar de qualquer lugar do mundo, muitos candidatos sequer se inscrevem em vagas 100% presenciais hoje em dia. 

Logo, é um comportamento de mercado buscar por oportunidades que estejam alinhadas aos desejos dos profissionais. Se a empresa não oferece a possibilidade de trabalhar remota e presencialmente, é possível que o colaborador procure isso em outro lugar. 

Portanto, fique atento aos sinais das pessoas e garanta que sua estrutura estará organizada para quando o trabalho remoto se tornar uma necessidade.

2. Ganho de tempo para os colaboradores

Sem precisar ir para a sede todos os dias, os colaboradores ganham tempo que podem investir em outras atividades, como mais horas de sono, exercícios físicos, momentos de qualidade com a família ainda cedo etc. 

Dessa forma, a empresa permite que eles equilibrem qualidade de vida com trabalho, outra grande necessidade que se torna popular entre os profissionais.

3. Aderências às tendências do mercado

O modelo de trabalho remoto já é uma realidade há anos, porém o híbrido é uma novidade, que está sendo bastante comentada como uma das tendências profissionais que vieram para ficar.

4. Redução de custos nas empresas

Com menos pessoas frequentando a sede diariamente, é comum que determinados custos caiam. Dessa forma, economias relacionadas à infraestrutura da empresa se tornam aparentes, principalmente no longo prazo.

5. Aumento do nível de satisfação

Como efeito da adoção do regime híbrido, colaboradores ficam mais contentes, o que aumenta produtividade, sentimento de equipe, engajamento e, de quebra, melhora o clima organizacional. 

É evidente que o trabalho híbrido é uma das grandes tendências do mercado após a pandemia. Junto de bons benefícios e de uma empresa estruturada, com plano de desenvolvimento e cultura definidos, temos a chave para a retenção dos colaboradores. 

Para te ajudar nisso, o DUCZ é uma ferramenta de gestão de pessoas, focada em reter talentos por meio de benefícios flexíveis, bonificações e gamificações de jornada de colaboradores. Quer saber mais? Acesse nosso site clicando na imagem abaixo! 

Clique na imagem e acesse a página do DUCZ.

Compartilhe:

Entusiasta da língua, da linguagem e da literatura. Escreve desde os 8 anos de idade, anda sempre com um livro, é movido por arte e encontrou no marketing de conteúdo a oportunidade de aprendizado constante.

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top