skip to Main Content

Cultura de feedback: o que é e como adotar?

Em um mercado cada vez mais competitivo, manter a motivação da equipe é fundamental para alcançar resultados positivos. A aplicação da cultura de feedback nas organizações é justamente uma forma de manter o diálogo com colaboradores, com transparência e gentileza

Ao contrário do que muitos acreditam, a prática de feedback é um processo formal, que deve ser tratado com seriedade e estruturado, assim como as metas ou as etapas para a realização de determinada demanda. Realizá-lo de forma indevida pode ser desconfortável para os colaboradores, afastando-os das lideranças e da empresa.

Neste texto, você entende melhor o que é feedback, porque estruturá-lo e, principalmente, como fazer isso da melhor forma. Boa leitura!

O que é feedback? 

Mulheres conversando de camisa, no trabalho.
O feedback é um processo e deve ser realizado de forma respeitosa e formal.

Primeiramente, é necessário entender o que é um feedback. No inglês, feed significa “alimentar”, enquanto back quer dizer “de volta”. Portanto, o termo significa “alimentar de volta”, dar uma devolutiva sobre determinado trabalho, ação ou comportamento. 

O feedback no trabalho, por sua vez, envolve uma conduta mais profissional, que esteja de acordo com a cultura da empresa e que favoreça uma comunicação assertiva. 

Por que incorporar a cultura de feedback? 

A criação de uma cultura de feedback traz vários benefícios a todos os envolvidos. Prossiga e descubra alguns deles!

Progresso dos colaboradores 

Diante da avaliação frequente de seu trabalho, a tendência é que os funcionários se empenhem continuamente. Os direcionamentos recebidos, quando interpretados de maneira madura e construtiva, impactam diretamente em sua busca por conhecimento, facilitando o próprio processo de desenvolvimento profissional. Sendo assim, podemos afirmar que o feedback constante é um pilar importante para a evolução de um plano de carreira. 

Melhora da comunicação 

Quando todos têm espaço para dialogar, a probabilidade de que mal entendidos e/ou boatos se espalhem cai drasticamente. Conflitos são minimizados, ao mesmo tempo em que a comunicação da empresa se fortalece.

Mulheres trocando feedbacks em seu ambiente de trabalho.
Investir na comunicação interna significa investir no relacionamento com sua equipe e, consequentemente, na performance da empresa.

Equipe mais colaborativa 

O feedback favorece a colaboração entre colegas. Quando os colaboradores se sentem apoiados, orientados e seguros, a cooperação cresce, natural e coletivamente. Além disso, eles ficam mais à vontade para opinar, dar sugestões e contribuir com suas ideias. Vale reforçar que a participação dos gestores nessa rede é de extrema importância, para manter a equipe integrada 

Aumento da produtividade 

Como consequência de todas essas vantagens, o desempenho da empresa também é impulsionado. Com os profissionais atuando mais conscientemente, alinhados às suas respectivas funções e às expectativas do negócio como um todo, o trabalho flui melhor, resultando na expansão da lucratividade.  

Implantando uma cultura de feedback 

Agora que compreendemos o feedback (o que é e qual sua relevância), vamos ao passo a passo de como implantá-lo no ambiente de trabalho. 

Exercite a empatia 

Este é um ponto crucial para qualquer liderança. Na hora de expor algum ponto de melhoria, se coloque no lugar do(a) colaborador(a) em questão. Certifique-se de que é um bom momento para dar o feedback e pergunte se ele está disposto a, naquele momento, lidar com o que será dito.

Se a resposta for negativa, não pressione. Pergunte quando o feedback pode ser dado e tente ajudá-lo a lidar com o motivo pelo qual ele não está se sentindo bem.

Momento de feedback entre dois colegas de trabalho.
Seja sempre construtivo. Críticas agressivas incomodam, desmotivam e não ajudam ninguém a evoluir.

Faça elogios 

Sempre que possível, elogie sua equipe. Isso irá evitar que a mesma fique desmotivada. Tenha em mente que ela é responsável por todas as conquistas que a corporação já alcançou. 

Em casos de feedback de melhoria mais críticos, por outro lado, é importante cuidar dos elogios. Eles podem deixar o colaborador confuso, pois, ao mesmo tempo que você indica caminhos que devem ser seguidos, cita o que é acerto. Nessas situações, o ideal é focar nos pontos que precisam ser desenvolvidos, deixando as qualidades para depois.

Demonstre abertura 

Não é só o gestor que deve dar feedbacks; os colaboradores também precisam ser ouvidos. Por isso, é preciso que todos tenham abertura para receber e considerar os apontamentos dos colegas. Observações sobre a empresa, por exemplo, podem levantas questões que, até então, passavam despercebidas. 

Normalize o feedback 

Algumas organizações optam por dar feedbacks semestralmente ou anualmente, através de processos organizados pelo RH. Este é um procedimento válido, mas insuficiente; o ideal é que dar feedback se torne um hábito, surgindo de forma espontânea em momentos de interação profissional.

Equipe de colaboradores recebendo um feedback coletivo.
Feedbacks coletivos também são válidos. Assim, os laços entre os colegas se estreitam, aprimorando a fluidez no trabalho em equipe.

Não é necessário criar um evento para tanto. Basta chamar para uma conversa (em grupo ou individualmente), apontar acertos, indicar algumas falhas e alinhar metas. 

Encoraje o time a fazer o mesmo 

Uma vez criado um ambiente propício para a troca de feedbacks, incentive sua equipe a fazer o mesmo, sempre priorizando uma abordagem amigável. Assim, a prática fica ainda mais naturalizada e todos saem ganhando! 

Gostou deste conteúdo? Coloque nossas dicas em prática e comece a mostrar ainda hoje o quanto sua equipe é importante. Conheça o DUCZ e prepare-se para garantir mais motivação em toda a empresa!

Escolha DUCZ e surpreenda sua equipe!

Compartilhe:

Apaixonada por Comunicação e suas inúmeras possibilidades. Trabalha com redação criativa, copywriting, storytelling e técnicas de SEO. Enxerga a escrita como uma forma de aprender e de transmitir conhecimento a outras pessoas.

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top